Mundo Mulher

/

Ortopedista e traumatologista esportivo alerta sobre lesões e cuidados no Reveillon

27/12/2013

Excessos aplicados ao corpo nas festas podem trazer lesões de todos os tipos

Final do ano, tempo de festas e confraternizações, mas também de folias e exageros. O aumento do consumo de álcool e os excessos aplicados ao corpo podem trazer lesões de todos os tipos, de acordo com o ortopedista e traumatologista esportivo Alexandre Campello.

Segundo pesquisas da SBOT (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia) vem se observando um aumento anual de acidentes graves de transito nesse período, aumentando a demanda nos hospitais e por isso vem sendo realizadas campanhas preventivas informando os riscos da mistura álcool-direção e a importância do uso do cinto de segurança, inclusive no banco de trás. Aliás, o simples uso do cinto reduz o numero de lesões graves, principalmente da coluna cervical na vigência de um acidente.

             Alexandre Campello explica que é comum as pessoas extrapolarem em felicidade, mas os excessos podem também facilitar uma série de fatores como a ocorrência de lesões por torções, pancadas, etc. “No fim do ano é comum às pessoas se reunirem com os amigos em diversas comemorações.

Apesar da diversão, sempre há um risco maior de torções nos pés, tornozelos, joelhos e até dos ombros e essas lesões podem acabar com uma entrada de ano feliz, dependendo do comprometimento do tipo de acidente. Principalmente para quem vai comemorar em meio a uma multidão, como acontece no réveillon de Copacabana”, alega Campello.

De acordo com o especialista, a chance de que essas lesões ocorram é muito comum nessa época, principalmente nas mulheres com saltos muito altos e pessoas que associam direção com bebidas alcoólicas.-

Dr. Alexandre Campello -  ortopedista e traumatologista esportivo

dmc21@dmc21.com.br

Mundo Mulher
Mundo Mulher
Mundo Mulher
box_veja