Mundo Mulher

/

Casamento - Cupcake vira febre e rouba o lugar dos bem-casados

Casamento - Cupcake vira febre e rouba o lugar dos bem-casados
 
25/05/2009
Os cupcakes são bolos em porções individuais e decorados artesanalmente

Os cupcakes são bolinhos individuais, servidos em forminhas e decorados caprichosamente. Por isso, esses doces vêm roubando o lugar dos bem-casados em eventos de empresas, batizados, chás de bebê e até em casamentos em São Paulo. Festas de aniversário, Dia das Mães e Páscoa são outras datas comemorativas em que o cupcake vem aparecendo cada vez mais.

Veja galeria de fotos de cupcakes

O bolinho está tão em alta que as empresárias Paula Limena e Renata Zitune nem cogitaram encomendar bem-casados para a festa de lançamento da grife de lingerie das duas, a Not Naïve, há menos de duas semanas. “Eles dão um clima para lá de charmoso em qualquer evento. Além de tudo, são muito saborosos e podemos brincar e criar vários ‘modelos’”, conta Renata.

A estudante paulistana Paula Altieri, de 21 anos, viu os cupcakes em uma festa de casamento e achou a escolha dos noivos original. Dias depois, a jovem deu de cara com os bolinhos na festa de aniversário de um amigo. Paula resolveu, então, encomendar 12 cupcakes para presentear as crianças da família na Páscoa.

A estudante conta que a encomenda foi entregue na sexta-feira anterior. No mesmo dia, o presente das crianças foi reduzido pela metade por conta dos adultos. “Meus pais tinham chegado de viagem no mesmo dia e meus irmãos estavam em casa. Todos quiseram um e adoraram os doces”, relembra. 

Modinha 
A confeiteira Christiane Ferr, de 47 anos, conta que produz cupcakes para vender desde 2002, época em que os clientes costumavam se resumir a amigos e indicações boca a boca. Em 2005, ela profissionalizou o atendimento e, há um ano e meio, criou a Cupcake & Co. Desde o início de 2009, a confeiteira vê as vendas dobrarem e a procura aumentar cada dia mais.

“O cupcake é uma novidade, e todo mundo que dá uma festa quer sair do lugar-comum. Teve época em que as lembracinhas eram o confeito de amêndoa. Há algum tempo, tem o bem-casado, mas tudo tem que se renovar porque as pessoas enjoam”, diz Christiane, que comeu cupcake pela primeira vez há 12 anos, época em que morava na Inglaterra.

Desde o início deste ano, a também confeiteira Renata Sereguetti, de 22 anos, vê as encomendas crescerem, mesma época em que reformulou a marca Love Cupcakes e entrou com força no mercado com a ajuda da sócia, Alessandra Bueno.

Renata começou a fazer os docinhos em 2007, após receber um pedido da irmã, que queria presentear as alunas com um cupcake. A jovem conta que o estouro nas encomendas ocorreu em março e nos dias que antecederam a Páscoa deste ano. Desde então, os pedidos não param de crescer, conta a jovem.

“O mercado de festas está muito receptivo, e os cupcakes são muito versáteis. Há encomendas para café da manhã, jantar, aniversários e reuniões de amigos”, detalha Renata. 

Modo de preparo 
Apesar de lembrar um muffin, os cupcakes são diferentes, a começar pelo sabor. A massa do cupcake é mais parecida com a de um bolo comum, enquanto os muffins são mais pesados e menos doces. Cada confeiteiro, claro, põe o seu toque pessoal e não divulga o segredo para ninguém. Christiane, por exemplo, conta que usa butter cream e bastante manteiga, mas para por aí nos detalhes que fazem o bolinho não ressecar, por exemplo.

A forma de apresentação é outra diferença. Cada cupcake é decorado individualmente, e os detalhes costumam variar de acordo com o objetivo do dono da festa. “O desafio é criar algo único para cada cliente. A gente quer dar personalidade em cada cupcake para a pessoa olhar e dizer que era exatamente naquilo que ela estava pensando”, conta Renata.

Os que pretendem aderir à moda e colocar o cupcake no cardápio da festa precisam rever o orçamento. Enquanto o preço do bem-casado varia em torno dos R$ 2 em São Paulo, um cupcake simples varia entre R$ 3 e R$ 4. Mas esse valor pode chegar a até R$ 10, dependendo do que será usado na decoração e o tipo de embalagem.

Sex and the city
Não é só por aqui que os cupcakes fazem sucesso. Depois de aparecer em um episódio do seriado “Sex and the city”, o docinho da loja Magnólia, em Nova York, virou febre e a doceria entrou até no roteiro de turismo da cidade.

Foi com saudade do sabor dos cupcakes da Magnólia que a empresária Fabíola Carvalho, de 38 anos, encomendou os docinhos para a sua primeira festa de Dia das Mães, que coincidiu com o próprio aniversário.

“Morei em Nova York por sete anos e frequentava a Magnólia. Eu queria um cupcake que se aproximasse da receita americana”, conta Fabíola, que pretende repetir a encomenda no primeiro aniversário da filha, em setembro deste ano.

A febre dos cupcakes está só começando, segundo as quituteiras entrevistadas pelo G1. Além das encomendas não pararem de crescer, os prazos também estão ficando mais longos e já há encomendas para o fim de 2009 e início do próximo ano.

Goiasnet.com/G1

Mundo Mulher
Mundo Mulher
Mundo Mulher
box_veja